Consequencias

CONSEQUÊNCIAS EMOCIONAIS

Está comprovado que a enurese pode provocar diversos problemas emocionais nas crianças, tais como baixa autoestima, vergonha, sentimento de culpabilidade ou ansiedade, gerando restrições nas atividades sociais da criança e no seu desempenho escolar.1,2,3

A enurese é um problema que afeta não apenas a criança, mas também o resto da família e as relações sociais.1,2,4

Felizmente, este impacto psicológico, que pode agravar-se, pode melhorar quando é prescrito o tratamento adequado por um profissional, sendo altamente recomendado.3,5

É importante que não perca a calma e saber que, embora o problema se possa resolver espontaneamente, sem um tratamento adequado não haverá cura em todos os casos, podendo prolongar-se durante meses ou anos.6,7,8

Se o seu filho continuar a molhar a cama, não espere, nem guarde segredo, mas fale com o seu médico. O seu médico é a melhor pessoa para o aconselhar sobre este problema. Não hesite em consultá-lo.

 

 

 

Referências:

1. ICCS. Bedwetting (Enuresis) [Internet]. Disponible en: http://i-c-c-s.org/wp-content/uploads/2015/05/Enuresis-Leaflet.pdf. Último acesso: março 2019.
2. Úbeda Sansano M, et al. Guía de práctica clínica: Enuresis nocturna primaria monosintomática en Atención Primaria. Revista Pediatría de Atención Primaria 2005;7(Supl 3): 15-151.
3. Hägglöf B, et al. Self-Esteem in Children with Nocturnal Enuresis and Urinary Incontinence: Improvement of Self-Esteem after Treatment. European Urology. 1998;33(Suppl. 3):16-19.
4. Miguélez Lago C, et al. Enuresis. Diagnóstico diferencial y tratamiento específico. Revista Española de Pediatría. 2012;68(4):240-255.
5. Neveus T, et al. Evaluation of and Treatment for Monosymptomatic Enuresis: A Standardization Document From the International Children’s Continence Society. Journal of Urology. 2010;183(2):441-447.
6. Taborga Díaz E, et al. Manejo y diagnóstico terapéutico de la enuresis infantil. Madrid: SEPEAP; 2014.
7. Úbeda Sansano M, et al. Enuresis nocturna. Rev Pediatr Aten Primaria Supl. 2012;21:37-43.
8. Fernández Fernández M, et al. Trastornos miccionales y enuresis en la infancia. Protoc diagn ter pediatr. 2014;1:119-34.