Sim, é possível ajudar o seu filho a melhorar a sua enurese

A enurese, molhar a cama durante a noite de forma habitual, após a idade em que a criança deve ser fisiologicamente capaz de controlar os esfíncteres (os especialistas situam-na aos 5 anos de idade), nem sempre está fora do nosso controlo.ajudar o seu filho a melhorar a sua enurese

Embora seja verdade que as crianças não urinam a cama por capricho, por preguiça ou desleixo e que não podem evitar as fugas1, existem uma série de “truques” e conselhos sobre bons hábitos que podem ajudar o seu filho a ultrapassar o seu problema. Vamos começar!

 

Treine o seu filho em continência urinária

Embora possa parecer paradoxal, os especialistas dizem-nos que o primeiro passo para prevenir a enurese noturna é o controlo das micções. As crianças, ao nascer, têm micções involuntárias porque não controlam adequadamente o esfíncter e a bexiga, pelo que não a esvaziam completamente.

Durante o primeiro ano de vida, a bexiga é demasiado pequena para ser um reservatório útil e o número de micções diárias é muito elevado. A partir desse momento, e à medida que crescem, o número de micções é reduzido e será entre os 3 e os 5 anos quando a criança consegue controlar voluntariamente os seus esfíncteres, podendo iniciar, interromper e inibir a micção e manter a continência durante o sono.

Através do treino de continência urinária, aprendem a esvaziar completamente a bexiga. De facto, alguns estudos epidemiológicos demonstraram que o ensino precoce do controlo vesical (antes dos 15-18 meses) favorece a continência diurna, contribuindo para a maturação vesical noturna e prevenindo fugas durante o sono2.

 

Ajude o seu filho com a alimentação.

A alimentação desempenha também um papel importante nas fugas noturnas, razão pela qual os pediatras recomendam evitar grandes jantares e regular o horário da bebida1. É importante reduzir a ingestão de líquidos a partir da hora do lanche, para que a bexiga não esteja demasiado cheia no momento em que vai para a cama. Desta forma, durante as horas de sono, a urina que chega dos rins à bexiga não será superior à que cabe na bexiga. Não esquecer que é bom que a criança beba enquanto está acordada, para que a bexiga atinja a capacidade adequada à idade. A regra seria beber mais de manhã, menos à tarde e pouco ou nada antes de se deitar2; evitar jantares salgados que levarão a criança a beber mais do que o normal e a sua bexiga necessitar de ser esvaziada durante o sono e consumir alimentos ricos em fibras que ajudarão a evitar a obstipação que foi demonstrado “poder ser causa de enurese secundária ou enurese primária persistente”2.

 

Controlo de horários

O chichi na cama é claramente determinado pela atividade vesical da criança durante o dia.

Os especialistas recomendam que a criança se habitue a fazer chichi cerca de seis vezes por dia: ao pequeno-almoço, a meio da manhã, ao almoço, ao lanche, ao jantar e pouco antes de se deitar. Desta forma, aprenderá a controlar a sua bexiga e a evitar que esta fique cheia no momento do sono.

 

Muito importante: não castigue o seu filho.

A enurese noturna afeta as crianças mais do que podemos imaginar. De facto, os especialistas relacionam-na “com situações de ansiedade crónica, problemas de autoestima e atraso na esfera social”2, razão pela qual devemos abordá-la tentando “remover a pressão e os sentimentos negativos de culpa ou inferioridade“1-3, evitando atribuir-lhe algo que escapa ao seu controlo e que não é culpa de ninguém.

A criança “não é responsável pela situação, mas que é um atraso nesta área de maturação”, alheio ao seu controlo. É importante que os membros da família saibam que a criança não deve ser repreendida ou envergonhada. Pelo contrário, é necessário reforçar a ideia de que se trata simplesmente de um atraso de maturação que será resolvido mais cedo ou mais tarde2.

 

 

 Se continuar a molhar a cama…

Se, apesar de tudo, a criança continuar a fazer chichi na cama após os cinco anos, não desespere e consulte o pediatra.


Se o seu filho tiver mais de 5 anos e molhar a cama durante a noite, este é o seu website. Visite www.chichinacama.pt e informe-se sobre a enurese noturna infantil.

Ref. 1 Taborga Díaz E, et al. Manejo y diagnóstico terapéutico de la enuresis infantil. Madrid: SEPEAP; 2014.

Ref. 2 https://www.sepeap.org/wp-content/uploads/2014/09/ENURESIS-INFANTIL.pdf (último acesso: junho 2021).

Ref. 3 Miguélez Lago C, et al. Enuresis. Diagnóstico diferencial y tratamiento específico. Revista Española de Pediatría. 2012;68(4):240-255.