Soluções mágicas para a enurese. Nem tudo o que lemos ou ouvimos está demonstrado

A enurese noturna, a perda involuntária de urina durante a noite, tem consequências importantes para a criança, a família e o ambiente. É verdade que pode chegar uma altura em que a situação nos ultrapassa e tenhamos a tentação de nos deixar orientar por fontes não especializadas, mas apenas o pediatra é o especialista capaz de nos recomendar o que fazer. Segundo afirmam, “a enurese é uma entidade clínica heterogénea com relações fisiopatológicas ainda mal compreendidas. É uma das perturbações crónicas mais comuns nas crianças” 1. Por esta razão, não é aconselhável seguir os conselhos sem uma base científica para a sua solução; o pediatra é o melhor conselheiro.Soluções mágicas para a enurese

Com certeza que já teve a tentação de recorrer a medidas milagrosas, mas não é aconselhável para si nem para o seu filho. Por exemplo, existem diversos mitos sobre a alimentação que, apesar de ser verdade que possam ter influência sobre a enurese, não são determinantes. Ajudamo-lo com conselhos práticos e desfazemos mitos pouco fiáveis.

 

Não existe base científica para afirmar que existem ervas em infusão ou para utilização tópica que ajudem a resolver a enurese.

Encontrará pessoas ou artigos na Internet que, com a melhor das intenções, lhe dirão que a infusão de camomila e hipericão, os esfregaços de laranja ou camomila e até a adição de algumas gotas no banho ajudará a curar a enurese. No entanto, a verdade é que não existe qualquer base científica para tal e não foi comprovado que a sua ingestão ou aplicação solucione as fugas noturnas. Por isso, se quer ajudar o seu filho com enurese, deve consultar o seu pediatra.

Não está comprovado que alguns alimentos previnam as fugas.

Da mesma forma, pode ter ouvido dizer que os mirtilos, o abacate, as ervilhas ou os rabanetes, entre outros alimentos, favorecem o controlo da emissão involuntária de urina, mas, até à data nenhum estudo ou observação científica conseguiu determinar que certos alimentos provoquem que o seu filho molhe a cama. O melhor é consultar os especialistas para orientação.

 

Aplique o senso comum: a ingestão excessiva de líquidos antes de dormir contribui para um aumento da probabilidade de molhar a cama.

Existem recomendações lógicas sobre o que pode aumentar o risco de sofrer de enurese. Se o seu filho ingere grandes quantidades de líquido antes de se deitar, será muito mais provável que sofra uma fuga. Os pediatras indicam que é importante “ensinar a criança a não beber líquidos em excesso depois das 19 horas e, pelo contrário, a aumentar a ingestão de líquidos durante o dia” 1 ou “recomendar que a criança realize exercícios de treino vesical (aguentar durante um curto período a vontade de urinar e interromper uma vez o fluxo urinário durante a micção)” 1.

Do mesmo modo, a Academia Americana de Pediatria recomenda que se limite “o consumo de alimentos ou bebidas com cafeína e evitar salgados e bebidas açucaradas, especialmente à noite” 2.

 

As terapêuticas alternativas também não demonstraram eficácia

Para além dos alimentos milagrosos, existe uma série de terapêuticas que prometem uma solução, mas a verdade é que se trata de um problema físico, na grande maioria dos casos, que responde a medidas comportamentais, sistemas de alarme ou terapêuticas farmacológicas. Os especialistas dizem-nos que “a acupunctura, homeopatia, quiroprática e hipnose não provaram a sua utilidade, nem a psicoterapia de forma isolada” 2. Não se deixe enganar por algo não demonstrado.

 

O pediatra, o seu melhor aliado

O pediatra é o profissional de saúde que lhe pode indicar como atuar. Após um exame e o preenchimento de um questionário que forneça informações sobre o seu filho, as suas características e hábitos, estará em condições de realizar um diagnóstico e, se necessário, recomendar um tratamento.

Ser influenciado por outros conselheiros é pouco inteligente e pode ser prejudicial para a criança.


Quer mais ferramentas, dicas e recursos para ajudar seu filho a fazer xixi na cama com facilidade e segurança? Navegue em nosso site e encontre tudo o que você precisa!

Ref. 1 V. Martínez, M.I. Lostal, M.J. Sastre, A. Sánchez, J. Quintero, C. Ferreira, P. Matos, J.C. Ruiz de la Roja, en nombre del Grupo de Trabajo Ibérico de Enuresis (OBGETIBE). Enuresis nocturna: una propuesta para optimizar su manejo (I y II). Acta Pediatr Esp. 2020; 78(3-4): 33-38 (Parte I, Parte II)

Ref. 2 Aubert D, Berard E, Blanc JP, Lenoir G, Liard F, Lottmann H. Isolated primary nocturnal enuresis: international evidence based management. Consensus recommendations by French expert group. Prog.Urol 2010; 20(5):343-9.